É curioso como apenas um endereço de internet pode impactar seu negócio de maneira severa. Escolher um nome de domínio, aparentemente uma tarefa simples, pode render maiores complicações para o crescimento de seu negócio. Um domínio errado pode significar um grande dano à sua marca e, principalmente, ao seu ranqueamento nos motores de busca. Considerando a importância de estar bem ranqueado, preparamos uma lista com algumas dicas e macetes de como selecionar o melhor nome de domínio para criar sites de ecommerce!

1. Use sites com final .com ou .com.br

Não podemos avisar o suficiente o quão importante é que seu domínio termine em um desses dois exemplos do subtítulo. Apesar de existirem infinitas extensões para sites, o .com ou .com.br são os mais confiáveis, além dos mais fáceis de lembrar. Duvidamos que você consiga lembrar de um site ou blog que se chame www.minhavida.xyz, por exemplo. Ou seja: em relação ao domínio do seu ecommerce, não tente ser inovador e mantenha-se no que já é estabelecido. Além disso, usar .com.br ajuda na indexação nos motores de busca quando alguém faz essa mesma pequisa no Brasil.

escolher domínios para e-commerce2. Lembre-se das palavras-chave

O ideal é que o nome de seu domínio seja relacionado à principal palavra-chave de seu ecommerce. Isso ajudará sua loja virtual a melhorar seu ranqueamento no Google. Claro que seus concorrentes, principalmente se estiver começando seu negócio agora, já possuirão certa vantagem por ter capturado uma palavra-chave importante antes. Nesse caso, o ideal é ser criativo ao mesmo tempo que focado, podendo usar combinações de palavras para que também fique bem posicionado.

Vale prestar atenção também para não ser criativo de forma excessiva, criando combinações que acabem por não servir a palavra-chave nenhuma. Ou simplesmente se tornar impossível de memorizar, por exemplo. Uma dica que podemos dar é combinar o produto que deseja vender pela web e adicionar palavras como “shopping”, “loja” ou “bazar”, ficando a seu critério selecionar qual destas combinar melhor com o seu negócio.

3. Use uma ferramenta para gerar nomes de domínio

Aproveitando as duas dicas citadas acima, recomendamos usar uma ferramenta que pode ser de grande ajuda na criação do nome de domínio em seu ecommerce. O Keyword Generator é um gerador de palavras-chave, que possibilita utilizá-lo para receber ideias de combinações para aplicar em sua ecommerce. Coloque sua lista de palavras separados por vírgula e o software irá o devolver uma série de sugestões para usar em sua estratégia. Apesar de estar em inglês, traduzir os resultados pode surtir o mesmo efeito na maioria das vezes.

4. Não foque apenas em sua marca

Apesar de ser o nome original de seu negócio, não use apenas o nome de sua marca para o domínio, principalmente na área de ecommerce. O ideal, nesse caso, é tentar uma rota mista, utilizando tanto a marca quanto palavras-chave em sua composição. Adotar apenas o primeiro ajuda na identificação, mas atrapalha no ranqueamento em motores de busca para o tipo de mercado no qual atua. Para facilitar seu trabalho, liste por volta de 10 palavras-chave que pode usar para identificar o seu negócio e combine com sua marca, se atendo ao que soar melhor.

5. Seja breve

Acredite, lojadeautomoveisemanutencaodepneusraulauto.com não é um bom endereço, mesmo que esteja seguindo os conselhos anteriores de nossa lista. O grande problema aqui é o tamanho excessivo da URL, que ocasiona o fácil esquecimento por parte dos visitantes e clientes. Outro problema associado a URLs muito longas é a maior possibilidade de ocorrer um erro de digitação quando alguém deseja se encaminhar ao seu site. O ideal é que seu nome de domínio não tenha mais que 15 ou 20 caracteres.

6. Que o nome seja fácil não apenas de escrever, mas de falar

Pode parecer sem sentido, já que a maioria das pessoas apenas digita o endereço ou busca seu site no Google. Porém, ter um domínio cujo nome seja fácil de falar tem dois efeitos positivos: o primeiro é referente a memória, já que um nome fácil de falar é lembrado com mais facilidade. O segundo é a recomendação. Quem possui nomes que não estão muito dentro do padrão sabem a dificuldade de fazer com que outros acertem a grafia dele corretamente. O mesmo se aplica aqui. Se alguém não consegue falar ou soletrar o endereço do seu site com facilidade, ela provavelmente não o fará, ou utilizará termos vagos para o descrever.

Falar

7. Não use hífens ou números

Sites com hífens no nome são comumente taxados como sites de spam e evitados por usuários e motores de busca. Já números dificultam a memorização de seu site e atrapalham no ranqueamento.

10 checagens que deve fazer antes de confirmar a URL de sua loja virtual

  1. É fácil de memorizar;
  2. É breve;
  3. É fácil de digitar;
  4. É fácil de falar;
  5. É de fácil leitura;
  6. É única;
  7. É clara em relação a comunicar do que se trata seu negócio;
  8. Utiliza a extensão .com e .com.br;
  9. Não possui numeros ou hífens;
  10. Que não seja semelhante a outros negócios de sua área de atuação.

Via: Jivosite

Busque clientes não só por fachada, mas sim pelo mundo inteiro.

Ter um ecommerce, site, blog, e-mail ou social media é importante para potencializar oportunidades, gerar credibilidade e comprovar a seriedade da sua empresa. A presença online não possui ligação com o tamanho da sua empresa ou do seu faturamento. Inclusive, estar na internet trará mais oportunidades e desenvolvimento para seu negócio.

Expanda suas vendas, invista em seu negócio. Entre em contato agora mesmo e solicite um orçamento para seu ecommerce!

Email para contato: contato@caiodesign.com